NÃO TENHAS MEDO, TENHAS FÉ.

Esse post do #oamoreassim inequívocamente é o mais emocionante que já postamos aqui, pois conta como o Deus vivo que matou a morte me trouxe a vida novamente.

Segue abaixo a narrativa com todos os fatos e dados de como fui salvo por Deus do Covid-19 em Recife / PE.

A história começa na homilia da missa das 1030hs na Paróquia Santo Agostinho (Novo Leblon) / RJ de Domingo, 27 de Junho com o Evangelho de Marcos que assim foi lido pelo Frei João.

A FILHA DE JAIRO – A MULHER QUE TINHA UM FLUXO DE SANGUE

E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava junto do mar. 22 E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés 23 e rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva. 24 E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.

35 Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre? 36 E Jesus, tendo ouvido essas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não tenhas medo, tenhas fé 37. E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, e Tiago, e João, irmão de Tiago. 38 E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço e os que choravam muito e pranteavam. 39 E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme. 40 E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina e os que com ele estavam e entrou onde a menina estava deitada. 41 E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talitá cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo: levanta-te. 42 E logo a menina se levantou e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto. 43 E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.

Ouvi a missa de casa e me preparava para ir para Recife no dia seguinte (28JUN) para trabalhar, já tendo cumprido o protocolo da Compahia (teste Sorologia + PCR Antígeno) na sexta (25JUN) com ambos os resultados negativos. Porém, aquela frase destacada “Não Tenhas medo, Tenhas fé” ficou reverberando pela minha mente no Domingo e na segunda durante o vôo (SDU – REC), mas não entendi muito bem o motivo. Achei até mesmo que a frase em destaque fosse para outra pesssoa que estava passando por um momento de dificuldade.

Ao chegar em Recife / PE na segunda a tarde, testei positivo para Covid-19 (PCR Antígeno) e a febre já havia se instalado nunca inferior a 39,5º. Imediatamente o protocolo contra Covid na Companhia foi disparado e o Hotel informado a respeito da contaminação / isolamento. Por recomendação medica fui ao Hospital em Recife na terça 29JUN, porém com a auscuta de pulmão boa, sem maiores complicações e com a cessão da febre a tarde, retornei ao Hotel.

No mesmo dia a noite (terça-feira), a febre retornou muito forte, próxima de 40º. Na quinta-feira, retornei ao Hospital para uma TOMOGRAFIA, me encontrava sem febre, pouca tosse mas já estava com uma certa dificuldade em respirar. A TOMOGRAFIA constatou aproximadamente 50% acometimento dos pulmões e quando se recebe uma notícia assim é como um filme que passa na sua frente. Um curta metragem onde os pricipais momentos de sua vida são apresentados: sua infância com seus pais, adolescência, casamento e nascimento de seus filhos.

A recomendação para internação foi imediata. Amigos, família e companhia todos informados. Minha esposa com sintomas muito mais brandos que os meus, embora eu já houvesse recebido primeira dose da ASTRAZENICA em 18JUN e ela nenhuma vacina ainda, nos vimos naquele dilema: Sua vinda para Recife ajudaria ? Seria mais uma a ser tratatada ? Minha irmã, médica se prontificou a vir e preencheu esse hiato de forma magistral. Diga-se de passagem, a empresa que trabalho sabidamente é humana, mas nesse momento superou-se nesse quesito. A forma, postura humana e solidária que está presente no DNA da Companhia foi simplesmente incomparável com qualquer situação que eu já houvesse vivido profissionalmente anteriormente. No sabado dia 3JUL, minha irmã já estava aqui, alinhando as ações com os médicos. Foi acordado a realização de outra TOMO agora com contrastes, resultado:

LAUDO DA TOMOGRAFIA COM CONSTRASTE: Estudo de Angio CT demonstra tronco de arteria pulmonar, ramos principais e laborais pérvios com calibre preservado, apresentando imagens hipoatenuantes causando falhas de enchimento intralumial envolvendo ramos segmentares / subseguimentares dos lobos inferiores bilateralmente sugerindo sinais de tromboembolismo pulmonar. Observa-se multiplas opacidades com atenuação em vidro fosco distribuida pelo parênquima pulmonar bilateral associado a traves laminares atelectásticas, com estimativa do acometimento pulmonar entre 50 e 75% do parênquima global, podendo apresentar processo natureza infecciosa, devendo considerar, no contexto atual, etiologia viral (pneumopatia por SARS COV 2). Aorta toraxia calibre preservado, leve cardiomegalia, glandulas adrenais anatomicas, espondiolartrose.

Esse era exatamente o estado em que me encontrava ao ser internado. A recomendação era internação imediata na UTI.

Recebi essa noticia sem rodeios, de forma direta e seca. Abriu-se um buraco entre meus pés em um momento como esse. Por mais tenhamos fé, sejamos crentes a Deus, a carne é muito, muito fraca realmente. Imediatamente lembrei da frase “Não tenhas medo, tenhas fé, do Evangelho de São Marcos”. Curioso que nessse momento observei que havia uma placa de boas vindas do Hospital em que eu estava (na confusão coloquei na cabeça que o Hospital onde eu estava era SÃO CAMILO). Não era. Em cima da mesa, dentro do quarto da enfermaria onde estava, o nome do Hospital estava em destaque, era o HOSPITAL SÃO MARCOS. Isso mesmo, estava no mesmo Hospital cujo nome era do Evangelho lido na homilia antes de minha saída do RJ. Para completar, o texto da plaquinha (em cima da mesa do quarto) era taxativa e dizia em determinado momento: “não se preocupe com nada, nós cuidaremos de você”. Traduzindo: Não tenhas medo.

Naquele momento percebi que Deus falava comigo.

Apesar da complicação gravíssima em que me encontrava, desci para a UTI no Domingo dia 4JUL mais tranquilo e ao menos sereno. Porém, o mar não estava para peixe e não estaria nos próximos dias, mas a certeza que Ele estava comigo era extremamamente reconfortante.

Como disseram os médicos, evolui na UTI com piora progressiva de padrão respiratório e necessidade crescente de O2 (cateter de alto fluxo).

As primeiras 48Hs na UTI foram horríveis, pois simplesmente não conseguia me concentrar para orar. Todos os Pai Nossos e Aves Marias que rezava eu os fazia erradadamente. Ao fechar os olhos, figuras totalmente desfiguradas e uma escuridão enorme se prostavam na visão, o que me forçava a ficar acordado. Fiquei nesse estado de prontidão, sem dormir, com medo, até nao conseguir mais suportar o cansaço e simplesmente desmaiar de sono / cansaço por 48hs.

Após essas 48hs de cansaço, as condições abrandaram um pouco e recobrei a concentração para orar a Deus. Observei ao me redor ao despertar que haviam pouquíssimos pacientes e próximo a meu “Box” distante uns 10 metros havia um vovôzinho e uma vovózinha internados (eu fui posicionado extamente entre os dois). Seus nomes ? Senhor Jeová e a Dona Maria do Rosário. Isso mesmo, esses eram os nomes de meus vizinhos de UTI. Outra coincidência ? Pergunte a si mesmo: quantas pessoas com nome Jeová você conhece ? Eu não conhecia nenhuma, até aquele momento. Mais uma vez, Deus falando comigo ….

Excetuando mais uma coinscidência dessas, observei o carinho, abnegação, amor e verdadeira devoção com a qual T-O-D-O-S os profissionais que ali trabalhavam dedicavam-se não somente a esses pacientes como a todos os demais. Durante os 15 dias aproximados meus de UTI, nunca ouvi uma única palavra de lamentação, reclamação ou qualquer coisa que o valha dos profissionis que cuidavam de todos nós, fossem médicos, fisioterapeutas, tecnicos de enfermagem, enfermeiros, pessoal do laboratório, pessoal da faxina, absolutamente ninguém. Os profissionais de limpeza e copa ficavam em oração próximo a eles. Uma verdadeira orquestra extremamente bem ensaiada cuja música permitia que doentes como eu pudessem desfrutar de uma atmosfera propícia para a misericórdia e benevolências Divinas executarem as obras ditadas por Ele.

A quantidade de vezes que vc é furado para fazer exames e recolher sangue é algo simplesmente quase impossivel de contar. Felizmente possuia 2 verdadeiros anjos que o faziam com extrema maestria e carinho. Era sempre acordado as 0430hs com um carinhoso e afetuoso “Bom dia Sr Carlos, como estamos essa manhã?” Isso acalenta o coração de qualquer um.

As enfermeiras, tecnicos de enfermagem eram embuidos de um amor ao próximo indescritivel. Sem poder tomar banho, na verdade sem poder me levantar, sem as condições mais básicas de autonomia eu dependia totalmente dele(a)s. Ele(a)s sempre carinhosos, respeitosos tratando a todos com extremo respeito, profissionalismo e acima de tudo: amor e carinho ao próximo.

Quantos momentos em nossa vida negligenciamos e simplesmente não observamos as Dádivas que Deus nos concede diariamente: ver, andar, tomar banho, etc. Em momentos como esse somos arremessados contra nossa consciência e percebemos “na força” que simplesmente não valorizamos, não percebemos ou mesmo negamos o reconhecimento de que atos e condições assim fazem uma enorme falta quando somos privados deles. Pior, não percebemos que SEMPRE seremos dependentes de outro, seja em um grau elevado ou não.

Minha situação era grave e sentia que o mar ainda não estava demonstrando abrandamento…

A evolução transcorria dentro de um certa normalidade, mas um sangramento inesperado (13JUL) no estômago, travou todo o tratamento. Era necesssário uma laparoscopia, porém a entubação era mais que necessária: fundamental para preservação da vida face ao sangramento. Os médicos foram claros e precisos quanto aos riscos do procedimento que iriam fazer. O problema agora era quanto ao uso de anticoagulante vs sangramento.

Antes de iniciar o exame, com a explicação médica, ao ouvir mesmo que vagamente a palavra “entubação” o pânico é simplesmente generalizado. Inevitavelmente pensei na morte. Tentei me concentrar e rezar. Pedi de coração que fosse feita a vontade de Deus tanto em meu espírito quanto em meu corpo, ao final já não conseguia falar e era como se falasse palavras desconexas. Os poucos momentos de lucidez que posssuia me concentrei em pedir a Nossa Senhora que intercedesse por mim. Que trouxesse lucidez, calma e precisão para os profissionais que me assistiam, bem como serenidade e brandura para meu coração, qualquer que fosse o resultado daquela intervenção. Meu pensamento estava concentrado em meus filhos e esposa. Em quantos momentos não vivemos, em quantas situações perdemos tempo em discussões infrutíferas, quanto a mais poderíamos ter vividos juntos e simplesmente deixamos passar. E que acima de tudo, fosse feito a Sua vontade e não a minha (foi muito, muito dificil rezar assim naquele momento). Iniciamos a oração para Nossa Senhora (Ave Maria) e ao olhar para o lado, mais uma vez, vi seu manto azul brilhante, similar a figura a baixo.

A sedação foi preparada e aparentemente seria um exame rápido e rasteiro. Porém, ao ininciar a sedação, observou-se logo no inicio do exame uma estase hemática intensa e dessa forma os médicos iniciaram a IOT (intubação Oro Traquial) para proteção da via aérea. Havia um grande sangramento em coto vascular com a necessidade de aplicação de 2 clips metálicos.

Resultado: foram 36hs de entubação no qual em raríssimos momentos lembro de ter ficado algo próximo de uma certa consciência, porém me lembrava vagamente de algumas frases e orações, onde posteriormente confirmou-se o que ouvi. Porém em sua grande maioria fiquei suspenso, sedado, simplesmente em outro lugar.

Após a retirada do tubo, recebi uma verdadeira enxurrada de mensagens de carinho de todos os profissionais da UTI, sem excessões. Fiquei muito sensivel, pois eram pessoas que não me conheciam, nunca me viram, porém o desejo de querer bem era maior que qq outro sentimento.

Quase que simultâneamente, o celular pegava muito mal na UTI, ao recobrar a consciência e com a permissão deles, acessei alguns grupos de what´s app e fiquei impressionado com as mensagens de carinho, orações e desejos de melhoras de inúmeros amigos, pessoal do trabalho, parceiros de trabalho, paroquia, familia, amigos, muita, muita gente mesmo.

É muito reconfortante.

Caminhávamos para uma boa evolução, já havia recebido transfusão (foram 3 ao final), porém a suspeita do possível retorno do sangramento fez com que fosse agendada mais uma Endoscopia. Essa realizada de forma expedita sem a necessidade de entubação.

Impressionante a quantidade de orações, carinhos, e palavras de conforto que ouvi, senti e vivi durante esses 15 dias de UTI. Senti o amor daqueles médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem, pessoal da limpeza, enfim, MUITA gente tanto de Recife quanto no RJ.

A minha alta foi agendada após o termino do uso de 7 dias de antiobiotico face a uma infecção urinária adquirida. Deixei esse hopital, totalizando 28 dias de internação sendo 15 de UTI. Ainda não possuo muitas respostas e tão poucas conclusões quanto ao que vi, vivi e venci (veni, vidi, vivi – Julio Cesar 47). Entretanto, tenho convicção de 3 reflexões:

  1. Precisamos compreender e aceitar, dexando o orgulho / vaidade de lado de que nós somos, sim, dependentes uns dos outros;
  2. Necessitamos ACEITAR que não controlamos absolutamente NADA em nossas vidas;
  3. Sem a Misericórdia e a Crença no Deus vivo, simplesmente não possuímos noção para onde estamos indo.

Imagem de Nossa Senhora Aparecida ganha de presente do Enfermeiro Marcílio.

Quando da superação da dieta liquida / pastosa e descobriram que gosto de mingau de aveia. Passei a ter esse café ai embaixo, com direito a tapioca. Um carinho e um cuidado que emocionava a todas as manhãs com um afetuoso “Bom dia, como estamos essa manhã?”

Os “Anjos da São Marcos”, são aqueles anjos que Deus deixa de prontidão para cuidar e zelar por nossa recuperação aqui nesse mundo. Os anjos existem, acreditem. Possuem nomes, sobrenomes, tem família e coração. Segue abaixo a lista com todos aqueles que estiveram comigo nos momentos mais difíceis (Rio e Recife) e que pela distância simplesmente tornaram-se minha família. Nossos laços espirituais foram estabelecidos e ecoarão pela eternidade da misericordia de Deus.

A todos vocês “Anjos da São Marcos”, o meu singelo porém sincero e amoroso muito obrigado, obrigado pelas orações, os carinhos e afagos, palavras de incentivo, pensamentos, … pela aplicação literal do amor ágape.

Adna – Enfermeira

Adriana – Técnico Enfermagem

Adrielle – Técnico Enfermagem

Alcilene – Equipe de Limpeza

Aline – Fisioterapeuta

Aline –  Enfermeira LOG-IN

Amanda Beltrão – Médico

Ana Aurélia – Laboratório

Andrea Paula – Técnico Enfermagem

Andreia – Técnico Enfermagem

Andreza – Técnico Enfermagem

Caio – Fisioterapeuta

Claudinha – Técnico Enfermagem

Consuelo – Técnico Enfermagem

Cristal –  Médico

Dani – Fisioterapeuta                                                                                                          

Dayerle – Técnico Enfermagem

Debora – Enfermeira

Deise – Equipe de Limpeza

Deysiane – Coordenadora

Diego – Médico

Edilene – Técnica de Enfermagem

Eduardo – Médico

Eliene – Técnico Enfermagem

Ericka – Técnico Enfermagem

Erika – Enfermeira

Eunice Maria – Equipe de Limpeza

Fabiana Carla – Equipe de Limpeza

Fabiane – Técnico Enfermagem

Felipe – Médico

Francisco – Fisioterapeuta

Gerciane – Copeira

Gildo – Médico

Higor – Médico

Hylana – Fisioterapeuta

Isabela – Técnico Enfermagem

Jessica – Técnico Enfermagem

Joana – Equipe de Limpeza

Júlio – Técnico Enfermagem

Kilma – Fisioterapeuta

Laad – Copeira

Liduina – Equipe de Limpeza

Luana – Coordenadora

Luana – Copeira

Manuella – Técnico Enfermagem

Marcílio – Técnico Enfermagem

Maria Eduarda – Enfermeira

Mayara – Técnico Enfermagem

Monique – Médico

Nathalia – Enfermeira

Paola – Técnico Enfermagem

Paula – Técnico Enfermagem

Rebeca – Enfermeira

Ricardo – Técnico Enfermagem

Rodolfo – Médico

Romilso – Técnico Enfermagem

Rosa – Equipe de Limpeza

Rosa de Fátima – Equipe de Limpeza

Rosaline – Técnico Enfermagem

Rosana – Técnico Enfermagem

Rosanna – Psicóloga

Rosany – Técnico Enfermagem

Roseane – Equipe de Limpeza

Silvani – Laboratório

Suzana – Equipe de Limpeza

Thomas – Médico

Vanessa – Técnico Enfermagem

Viviane – Técnico Enfermagem

Wagner – Fisioterapeuta

Wedja – Técnico Enfermagem

No domingo pela manha, após chegar em casa (sábado a noite), recebo de presente dos colegas do EAS –

Estaleiro Atlântico Sul / PE, um bambú. O cartão levou todos nós em casa ao choro. Lindíssimo.

Chegada em casa com a Família

11 comentários Adicione o seu

  1. Viviane Fernandes disse:

    Carlos,
    Desde que soube da sua situação em Recife, comecei a te incluir em minhas orações. Cheguei a me comunicar uma vez com a Sylvia, mas não quis incomodar, imaginando que ela também estava sobrecarregada.
    Seu depoimento é uma lição de fé para todos nós! O que te aconteceu foi um milagre, não tenho a menor dúvida! Ao longo de todo esse processo de doença e posterior recuperação, você pode perceber os sinais que Deus colocou em seu caminho. Tenho certeza de que a sua percepção desses sinais sagrados e a sua fé , te curaram.
    Obrigada por compartilhar conosco tudo o que você passou! Seu testemunho de fé nos enche de esperança!
    Agradeço a Deus por sua saúde!
    Grande abraço, irmão!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado Vivi. Vc e Marcelo são pessoas especiais.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Cristiano CESANA Cardoso disse:

    Amém meu amigo você teve fé e olhou, ouviu a Deus e segurou em sua mão. Não teve medo e acreditou na benevolência do Senhor Nosso Pai. Tua fé te salvou.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Cristiano, muito obrigado pelo seu comentário. Na verdade fui somente a ferramenta quem executou tudo foi Ele. Grande abraço,

      Curtir

  3. Edjane Josefa da silva disse:

    Que bom vê o senhor curado seu Carlos que deus lhe abençoe sempre

    Curtido por 1 pessoa

    1. Edjane, muito obrigado pelo carinho e as orações, vocês foram verdadeiros anjos em minha vida. Agradeço a Deus por tê-los colocado perto de mim. Grande abraço, Deus abençoe voces.

      Curtir

  4. Deus lhe abençoe seu carlos

    Curtido por 1 pessoa

  5. Desyane Arruda disse:

    Deus uni pessoas, pelo propósito Dele. Cuidar, na saúde é uma troca de experiências. Tenha certeza, Sr. Carlos, que vc, em meio a fragilidade do seu diagnóstico, também foi usado por Ele.
    Que dias frutíferos, cheios de saúde cheguem abundante na sua vida e na vida da sua família. A nós do Hospital São Marcos Recife, fica nosso obrigada, respeito e a certeza de dever cumprido. Nosso muito obrigada.
    Enf. Desyane Arruda

    Curtido por 1 pessoa

    1. Desyane, vocês sempre estarão em minhas orações, os “Anjos de São Marcos” salvaram muitas vidas conforme pude testemunhar no período que estivemos juntos. O amor, carinho e dedicação de vocês profissionais de saude me impressionou, pois nunca havia vivido isso. Distante de casa, vocês simplesmente me pegaram no colo e me de ram tudo o que um ser humano precisa e basta de outro: amor. Deus abençoes vocês.

      espero que goste do livro, quero ouvir suas críticas para poder melhorá-lo.

      Curtir

  6. André Carneiro da Silva disse:

    Camargo ainda bem que você se recuperou. O mundo precisa de pessoas boas como você.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ola meu amigo. Que nada !!! Faço minha parte em nome Dele, servindo a Ele, somente isso. Somos as ferramentas que Ele usa para moldar esse mundo para algo melhor. Muito obrigado pelo carinho.

      Abraço,

      camargo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.